domingo, 28 de fevereiro de 2010

Ela e Você

Por Jordan Campos


Ela foi um sonho, uma desordem - uma polução durante todo este tempo.
Você é o meu acordar: a reorganização que me faz sorrir a partir do agora.
Ela é um desejo
Você também
Ela é um estranho sinal em que me perdi na minha busca sem solução
Você é um estranho sinal que “perdi” e pude encontrar de novo.
Ela esteve em mim, e você também.
Eu a via com um longo vestido, e ontem você também o vestiu.
Ela era simplesmente linda
Você é escandalosamente
Ela me fez perder numa estrada sem fim.
Você me fez achar a mim, quando eu já estava bem longe...
Eu posso até estar exagerando só um pouquinho: mas vejo você.
Eu, contudo não posso acertar, pois não a vejo (Ela).

Isto tudo me assusta e me excita ao mesmo tempo
No receio de ter algo tão belo e não poder tocar e “ter”
E no impulso de simplesmente te olhar e me desmontar, respectivivamente.
Eu Já estava há algum tempo realmente decifrando ela
Eu também Já estava ao mesmo tempo, procurando por você.
Ela me ensinou que minha busca utópica tinha que sentir o cheiro de terra
E eu fiquei confuso e triste quando a queda da ficha se fez

Mas, de repente, como a mágica que faz o sonho virar real.
Num pedido imenso meu e seu, consciente e inconsciente.
De todas as nossas buscas, “coincidências” e orações.
Entendi: Que Ela sempre foi apenas uma palavra esperando tradução
A tradução da palavra se fez agora em um nome
E que a contém também, literalmente.

Um comentário:

  1. Muito lindo!estava com saudades de suas pérolas!bjs, muita LUZ!

    ResponderExcluir