terça-feira, 31 de agosto de 2010

A Hora do Mergulho

Por Jordan Campos

Esta canção que marcou muito o final de minha adolescência me veio com tudo hoje.
Lembro da necessidade de estar na Hora do Mergulho...

Na posição de um impulso adolescente que muda o mundo, o seu velho mundo.
Para nunca estarmos velhos e doutos de mais para não tentar.
Dedico a todos os que ousam mergulhar no presente e insubstituível momento do Agora.
A todo que estão a um empurrãozinho de renascerem...
Àqueles a quem a verdade chegou, e que sim... querem mergulhar!!!
...

O vídeo abaixo é só de áudio.
Aumente o volume do som, clique nele e acompanhe a letra abaixo.


video

Hora do Mergulho
(H. Gessinger)

Feche a porta, esqueça o barulho
Feche os olhos, tome ar: é hora do mergulho
Eu sou moço, seu moço, e o poço não é tão fundo
Super-homem não supera a superfície
Nós mortais viemos do fundo
Eu sou velho, meu velho, tão velho quanto o mundo
Eu quero paz:
Uma trégua do lilás-neon-Las Vegas
Profundidade: 20.000 léguas
"Se queres paz, te prepara para a guerra"
"Se não queres nada, descansa em paz"
"Luz" - pediu o poeta (últimas palavras, lucidez completa)
Depois: silêncio
Esqueça a luz... respire o fundo
Eu sou um déspota esclarecido
Nessa escura e profunda mediocracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário